[ Português ]

–> Os Nazarenos Preocupados

Porque é que nós estamos tão preocupados?


Neste website, você encontra uma lista especificando as preocupações de nosso grupo; também providenciamos artigos e outros links que tratam de nossas preocupações com mais profundidade.
Por favor, leia cuidadosamente e em espírito de oração, pois o futuro da Igreja do Nazareno está em jogo.

1.  Nós estamos preocupados com como a autoridade de Deus está sendo minimizada. Nós acreditamos que Sua Palavra é infalível (sem erros) em todos  as áreas.
A igreja emergente e um número de eruditos dentro das nossas instituições acadêmicas têm uma visão inferior das Escrituras – frequentemente chamada de “infalibilidade soteriológica” – que nós consideramos inaceitável.  Nós não cremos que esta é a posição histórica da Igreja do Nazareno.  Nós estamos de pleno acordo com uma resolução para o nosso Artígo de Fé, “As Escrituras Sagradas,” que será apresentada na Assembléia Geral pelo distrito Sudoeste de Indiana.  A resolução diz que o “Velho e o Novo Testamentos” revelam “sem erros a suprema vontade de Deus em tudo o que as Escrituras ensinam.”  O salmista Davi afirma:  “Ó Senhor, a tua palavra é eternal; ela está firmada no céu.” (Salmos 119:89)

2.    Nós estamos preocupados com o ensino
aberto do Teísmo dentro das nossas instituições acadêmicas. O teísmo aberto ensina basicamente, entre outras heresías, que Deus não pode saber o futuro uma vez que o homem tem liberdade de escolha (veja aqui uma conexão nazarena). O apóstolo João escreveu:  “…maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas” (I João 3:20).  Além disso, nós estamos preocupados com o ensino da evolução nas nossas instituições acadêmicas, e a passagem histórica da criação de Deus que está sendo ensinada como alegórica.

3.    Nós estamos preocupados com os convites estendidos aos professores emergentes, tais como  Brian McLaren, Tony Jones e Doug Pagitt, para dar palestras nas nossas universidades e faculdades
.  A posição deles nas doutrinas essenciais da fé cristã, tais como o pecado, julgamento e salvação, é uma distorção aberrante da verdade.  Por causa da presença requerida na capela, os oradores têm a audiência cativa, e como resultado disso, os alunos são forçados a ouvir palestras emergentes ou pagar uma multa se eles decidirem não comparecer na capela para ouvir as palestras.  Nós estamos preocupados com aqueles que com sacrifício financiam as nossas instituições, na espectativa de receber os valores sobre os quais a nossa denominação foi instituída – e não distorcida pela filosofia emergente.

4. Nós estamos preocupados com os trabalhos experimentais-técnicas de como orar que estão sendo promovidas através dos nossos campus acadêmicos. Estas práticas – totalmente estranhas à nossa tradição Wesleyana – incluem oração nos labirintos, estações de oração e retiros aos mosteiros católicos romanos (veja o labirinto da Universidade Nazarena de Travecca).  A maioria destas práticas de oração contemplativa são promovidas sob formatos de Formação Espiritual.

5.  Nós estamos preocupados com a ideologia emergente que as nossas instituições acadêmicas e a Igreja Geral nos Estados Unidos estão promovendo.   Nós fazemos uma simples pergunta: “Porque é que nós estamos oferecendo uma plataforma àqueles que fabricariam esta falsidade, quando o Evangelho de Jesus Cristo foi, é e sempre será o “poder de Deus para a salvação” (Romanos 1:16) para  toda a humanidade, e para cada geração?”  A ideologia emergente é uma perversão da Palavra de Deus e da doutrina da Igreja do Nazareno.

6.  Nós estamos preocupados que  o “Jesus”  que a Igreja Emergente está pregando  seja “outro Jesus” (II Coríntios 11:4). Na introdução do seu livro, “Este Jesus,” o pastor nazareno  W.E. McCumber diz:
“ Deixem-me lhes dizer porque é que escrevi este pequeno livro.  Primeiramente, eu amo a Jesus, e dou as boas-vindas a qualquer meio que possa ser usado para Lhe apresentar a outros.  Em segundo lugar, estou preocupado com a “teoria emergente” que está indo em direção a uma “igreja emergente”. Os líderes desta ‘conversação’ ou ‘movimento’ dão-se o nome de ‘pós-modernos’ e se você precisa de uma etiqueta, penso que essa é tão apropriada como outra qualquer. A minha preocupação sobre eles nasce das suas distorções das Escrituras e de como eles inferiorizam a Jesus … O que é mais perturbador para mim, é o fato de que o Jesus do qual eles falam, não é o mesmo Jesus das Escrituras …  Apenas o Jesus que nos é revelado no Novo Testamento é relevante aos nossos dias e adequado para a nossa salvação. Inferiorizar a Jesus é destruir a nós mesmos.”

Nós estamos de pleno acordo com o Rev. McCumber e oramos para que você compartilhe as nossas preocupações.  Se você concorda conosco, por favor, junte-se a nós!

A infalibilidade soteriológica significa que a Palavra de Deus só precisa ser infalível no que diz respeito à mensagem da salvação.

Os Nazarenos Preocupados